O MELHOR o MELHOR o Melhor O MeLhor o Melhor!!!!!

Foi assim que fui impactada quando o restaurante Mocotó surgiu nas minhas pesquisas. Rapaz, passar o dia pesquisando caipirinha e sua harmonização não é fácil. O sol na cacunda, o calor insuportável e você aprende a fazer pela tela do seu Mac, mas não pode tomar… era virtual até agora.

Leandro, o cachacista tatuado, com um passado evangélico e um presente entre garrafas e alambiques. A cachaça pra ele é respeito, é gosto, é personalidade. Eu, com a cara e a coragem, fui atrás dele. Mas, ele não estava sozinho.

Rústico e feliz. A chuva nem atrapalhou o encanto. Entrei no Mocotó e esperei Leandro Batista. Ele veio. E com sua humildade de apaixonado, me contou sobre suas pequenas. Branquinhas, douradas, com cheiro de carvalho, embelezada pela Amburana. Elas são únicas. E esta certeza eu tive não pelas linhas, mas pelos olhos dele. E ficamos conversando e eu pude dar um cheiro nas meninas. Tinha uma com alma de mel. Não pude deixar de me encantar também.

E foi aí rapaz, que tudo estava perdido. Coloquei na cabeça que aquilo estava me flechando e tive a sensação que um flerte com a cachaça começava na minha vida. Já era. Se antes era trabalho, agora eu me envolvia com aquele sabor por puro prazer.

Beleza. Vamos lá, Leandro? Vamos, Vamos sim. Mas, antes você vai almoçar.

Ferran Adrià… se encantou.
Alex Atala… se encantou.
FHC… se encantou..
E eu? Me encantei também!!!!!!!!!

Parafraseando a Ana Carolina, esta foi a mais pura verdade. Mocotó vive de Alquimia e tem um Mago chamado Rodrigo Oliveira. A única comida nordestina que eu já havia provado era o caldo de mocotó e tive uma experiência horrível. Mas, meu paladar mudou quando provei a magia do Rodrigo. E foi um festival. Mocofava, torresmo, Baião de dois (ou maravilha), Carne de sol, chips de mandioca e amor. Pois é, este é o ingrediente secreto do Chef.

Depois da comilança, a entrevista e aprendi mais um pouco. Nomenclatura, envelhecimento, harmonizações e a paixão. Aprendi a paixão e a majestade chamada cachaça pela influência de um de seus amantes. E foi neste momento que um dos cem brasileiros mais influentes de 2010 entrou na sala. E sir Rodrigo ensinou e mostrou os motivos que o levaram até esta condecoração.

Fui agradecê-lo e, antes de partir, ele me disse: “A casa também é sua”. E foi assim que eu me senti. Mocotó tem cheiro de casa de vó e acalanto. A cereja do bolo foi o sorvete de rapadura com calda de catuaba oferecido pelo Seu Zé Almeida, o patriarca desta casa grande.

Fui embora aprendendo sabores e carregando dentro de mim uma nova paixão.

Anúncios