-Bem-vinda, senhorita! Eu vou cuidar de você enquanto estiver no nosso safari. Eu a levarei até a cabana à noite por conta dos animais selvagens que vivem conosco, esperarei você em seu café. Estarei aqui para o que precisar. Muito prazer, meu nome é Perdão.

Esta não é uma história inventada de uma garota no meio da savana que sai por aí em busca de elefantes e tem uma epifania de vida ali, no meio de todos os bichos. Esta é a minha história, quando cheguei no Safari Moditlo de Hoedspruit na África do Sul e fui apresentada ao homem que cuidaria de mim. Fiquei um tempo olhando pra ele. E o fiz repetir várias vezes seu nome até que ele me mostrou o seu crachá. Ele realmente se chamava Perdão.

Pequenos milagres. É assim que começa a vida. Num dia você toma decisões importantes na sua existência e no outro atravessa todo um oceano para se encontrar com Deus que quis que o Perdão cuidasse de mim. Há quem acharia graça, eu simplesmente achei lindo.

Há um mês e meio, voltei a viver. Em 45 dias, venho aprendendo que quando se decide voltar pra vida de todo o coração, a gente abraça um combo. Perdi as contas de quantas coisas abracei neste curto espaço de tempo tão intenso e vivo dentro de mim. Mas o perdão é algo que jamais esquecerei. Neste período de retorno ao respiro, eu  aprendi o que ele era de verdade. Eu perdoei depois de 4 anos alguém que eu amo muito e pedi desculpas pra outro alguém que se tornou importante pra mim. Eu estive ali, na linha de fogo do que é perdoar e do que é ser perdoado. E eu vivi isso.

Quando alguém, depois de toda esta experiência, que diga-se de passagem não é  fácil, encontra com o seu tutor que quis sua mãe ou o destino que se chamasse Perdão, é inevitável  ser transformado. Porque o Perdão é algo real, e em sua metáfora divina que me abraçou do outro lado do mar, no meio do nada, ele ganhou rosto, um sorriso radiante, uma pele negra que espelhava o sol.

Perdão me buscou e me levou até minha cabana, preparou o café com leite do jeito que gosto, sorria todas as vezes em que me encontrava, me fez sentir segura. O perdão me devolveu alguém especial, devolveu um pedaço essencial pro mosaico que forma meu coração, me fez sentir em paz.

Perdão, por vezes um sentimento ou batismo. Assim que a gente também encontra o Amor, as saudades, a paz… Eles aparecem como milagre ou como pessoas, como tutores ou como paixões avassaladoras, como os outros ou como nós mesmos.

Para o Perdão que se materializou em poesia para que eu contasse esta história bonita.

 

Anúncios